Category Archives: Dragon Slayer

Aqui ficarão as notícias lançadas pela a Dragon Slayer !

[Resenha] Dragon Slayer #37

A Invasão de Lamnor: a segunda parte da Saga Élfica!

Olá pessoal. É sempre bom avisar que é a primeira resenha que eu faço pro blog, se você não concordar ou de alguma forma achar que eu não correspondi as expectativas me avise que eu mudo na hora de resenhar.

Notícias do Bardo.

Boa parte disso é noticia velha, mas vale como curiosidade. A unica noticia realmente interessante é a promessa da jambo de traduzir a caixa 2 de Dragon Age o quanto antes. De resto os projetos de empresas menores já são amplamente divulgados na bloggosfera de forma que nenhuma me deixou realmente impressionado

Encontros Aleatórios

Os paladas estão engraçados, o que não é verdade nem pro calabouço tranqüilo nem para as falhas críticas. Das duvidas acho que li todas elas no forum, o que me deixa um pouco preocupado. Realmente parece que, ou o pessoal não procura o forum ou não acredita nele.

Reviews

Sinceramente essa sessão eu pulei, eu já vou comprar a caixa dois de Dragon Age não importa o que a revista dizer, o mesmo para Megacity e não vou comprar Violentina (jogo esse que eu fui beta inclusive). Mas tão lá.

Sir Holland

Essa foi bem legal, Sir Holland imitando Gengis Kan.

Toolbox

Hora da Aula.  Essa foi muito boa, tratando de algo bastante obvio pra mim, mas sem duvida é uma grande ajuda. Caldela fala sobre o que os jogadores conhecem ou não do cenário, e como ajudar a eles nisso. Esse capitulo a duas edições é de longe o melhor capitulo da revista.

Essa é Imperdível.

Mestre da Masmorra

Gustavo Brauner é o meu artista favorito da revista, e aqui ele prova o por que. Falando sobre a primeira masmorra, ou como começar a jogar. Eu gostei de todas as dicas e pretendo usa-las no futuro. Continue assim campeão.

 Especializações – Dragon Age– Matéria

Uma prova que o trabalho de tradução de Dragon Age está em ritmo total. Essas são apenas algumas paginas internas de DA – Box 2, mas são muito boas assim mesmo.

E vai precisar dessa flecha.

A Invasão de Lamnor – TRPG – Matéria

Eu quero ser bem franco. Esse site é sobre Tormenta, sem o cenário eu não teria conhecido o Pedro e tudo mais, mas acho seriamente uma afronta 22 paginas sobre o assunto. Se você, assim como eu, não se importa a mínima com a vida dos elfos então isso não acrescenta nada.

Se você se importa também não.

Em um texto na segunda pagina da aventura é dito que não importa quanto a vingança dure, a aliança negra não vai ser derrotada agora (e por alguns anos) nem os elfos vão fazer algum avanço no sentido de recuperar sua pátria. Ou seja, por mais que seja bem legal o plot dos elfos negros tudo que a vingança elfica vai fazer é encher a mesa de personagens elficos paliativos. Uma pena, já que por anos as pessoas pedem uma resolução a esse impasse.

Eu pessoalmente não me importo, mas concordo com o argumento, perder um vilão tão importante para o cenario, a aliança negra e metade dos históricos pré-prontos de elfos simplesmente tornaria o cenário genérico.

E mais uma menção honrosa, eu não via halfinks canibais desde Dark Sun. Finalmente teremos um pouco de Lammor, mesmo sendo a mesma coisa que o Reinado, na questão de perigos, vilas afastadas e monstros gigantes, só com mais anabolizante.

Dungeon Crawlers – Adaptação

E temos as fichas dos Dungeon Crawlers, e feitas por um dos usuários do forum Pyromancer. As fichas tão boas, mas gostaria de saber por que não estão no mesmo nível? Afinal seria muito mais fácil de usar em um grupo se todos estivessem no mesmo nível.

Eu até recomendaria isso pra exatamente usar o grupo pra quem deseja entrar na Vingança agora. Se não vai precisar jogar a aventura da DS 33 primeiro depois mais uma agora. Pega eles e já joga na terceira delas e segue dai.

Gazeta do Reinado

Ganchos, uma parte especialmente útil da revista. Uma das poucas paginas que vale a compra.

Chefe de Fase – Fúria de Titãs

Nada de excepcional, apenas restos do bestiario do TRPG. Mas há quem queira mais monstros.

O filme é ruim, a materia dispensavel.

Fundo do Baú

Changeling – O Sonhar. Joguei muito. E até hoje jogo Changeling no nWoD, pessoalmente o melhor cenário da loba albina. Mas eu achei estranho o primeiro parágrafo inteiro ter sido para justificar uma frase do Bauer. Rapaz, alguem anda te ameaçando? Pode falar que a gente pega o infeliz e enche de porrada.

20 Deuses – HQ

A edição conta com o fato que um dos protagonistas é filho de um libertador de Valkaria, sendo a primeira referencia a um grupo NPC a fazer a aventura. Alem disso jogam um migué que a Val seria a Deusa Valkaria tentando convencer o pessoal do reino das aguas a virar heróis. Me parece óbvio que não vai rolar, mas a edição está boa e a arte não me ofende, apesar do roteiro fraco.

Considerações Finais

A melhor Dragon Slayer ? nem perto disso. Ao todo 4 paginas são para todos os públicos, o resto é TRPG ou Dragon Age. Sinceramente se pudesse eu des-comprava a edição, mas agora é tarde.

Nota final 1 em 5.

Anúncios

Que venha a Dragon Slayer #36 !

Capa da Revista

É... Os piratas conseguiram invadir a redação !

Olá saudosos aventureiros.

Hoje venho lhes trazer a minha opinião quanto as matérias que serão publicadas na nossa querida Dragon Slayer edição 36. Com vocês uma apresentação dos temas citados na revista…

One Piece: seja o rei dos piratas!

Piratas

Certo, vocês conseguiram! Estão felizes agora?

Estou falando, é claro, da nossa matéria de capa — a esperada e exigida adaptação de One Piece! Quando assumimos a DragonSlayer, sabíamos que os leitores se manifestavam, pedindo os temas e adaptações de sua preferência. Mas mesmo assim fomos surpreendidos pela quantidade de gente que queria uma matéria com o Bando do Chapéu de Palha! Por e-mail, pelo fórum, pelo Twitter, pessoalmente… Os pedidos não paravam.

E qual seria o resultado? Atendemos, é claro!

One Piece foi uma grata surpresa. Não por que achássemos que a série seria chata — mas porque não esperávamos que cativasse tanto! O público tinha razão: os piratas renderam uma bela matéria (e muitas horas de diversão). Esperamos que vocês gostem do resultado.

Nunca vamos pedir que vocês façam nosso trabalho. Nunca vamos exigir que decidam a pauta, ou culpá-los se algo não der certo. Mas estamos de ouvidos atentos às suas sugestões. E sempre teremos mente aberta para conhecer materiais novos — principalmente quando forem tão legais!

Se você ainda não pulou para a adaptação de One Piece, pode ler também outra adaptação: Skyrim, grande sucesso dos videogames, para Tormenta RPG. Temos também o primeiro preview de O Mundo de Arton — a poderosa druida Lisandra, estrela de Holy Avenger. Na HQ, uma surpresa: 20 Deuses, uma nova história em Arton, com arte de Rafael Françoi e roteiro de Marcelo Cassaro! Isso sem falar nas colunas e seções de sempre.

Nosso público sempre acolheu nossas ideias, sempre teve cabeça aberta para novos conceitos e histórias. O mínimo que podemos fazer é ter a mesma postura, não? Agora me deem licença, vou ler só mais um volume antes de fechar a revista…

Equipe DragonSlayer (entrando na Grande Rota)

Conteúdo desta edição:

  • Notícias do Bardo
    Furo de reportagem!
  • Encontros Aleatórios
    Paladino, dê adeus a seus pontos de vida!
  • Reviews
    Guia da TrilogiaOld DragonPoder Supremo.
  • Sir Holland 
    Ninguém escapa de certos monstros…
  • Toolbox
    Chega de papo, quero é combate!
  • Mestre da Masmorra
    Velho da taverna: biografia não-autorizada.
  • Skyrim
    Mais um jogo para dominar a sua vida!
  • One Piece
    Mesmo assim, vai ter gente achando o Ruffy fraco…
  • Gazeta do Reinado
    Não é só na internet que os trolls atacam!
  • Chefe de Fase
    O primeiro gostinho de O Mundo de Arton.
  • 20 Deuses
    Mais mangá em Arton!
  • Fundo do Baú
    Este sim foi histórico!

 

Não é novidade para ninguém (pelo menos para aqueles que me conhecem) de que eu não sou fã de One Piece, o que já me deixa triste antecipadamente. Porém fico feliz por outro lado, já que os pedidos dos fãs foram ouvidos pela a revista, o que mostra que temos um voz e que eles nos ouvem. Algo bom.

Estou realmente curioso sobre os Reviews, esse Poder Supremo me chamou a atenção. Guia da Trilogia então, nem se fala.

Skyrim… Vamos ver o que o pessoal da DS tem a mostrar (e acho que essa matéria vai ser do Caldela)

A Gazeta é sempre meu porto seguro na revista, algo que me tranquiliza dizendo: “Calma, aqui é só Tormenta…”

E no Chefe de Fase começa meu mais novo desespero: O Mundo de Arton. Algo assim me deixa tão alegre, tão feliz que tenho surtos de inspiração sem parar.

Ai para completar a coisa toda, fechar com chave de ouro a minha felicidade (que antes era tristeza por causa do One Piece), vem uma nova HQ situada em Arton… 20 Deuses.

 

Então, na minha humilde e ligeira opinião, acho que essa edição tem tudo para ser maravilhosa, tanto para quem gosta de One Piece e pra quem não gosta também.

 

E que venha a DS #36 !

(Eu tenho que mudar essas chamadas… ¬¬)

[Resenha] Dragon Slayer #35

Deus Máquina. Se ainda não conhece, você está "morto".

Deus Máquina. Se ainda não conhece, você está "morto".

Olá pessoal. É sempre uma honra fazer resenhas da DS para o Blog Tormenta da Vez, porém desta vez eu devo salientar que esta edição foi o ápice dentre todas as outras. Sim, a melhor edição da revista Dragon Slayer até agora é a número #35, a atual. Se você não sente o mesmo que eu, sente-se, leia e tire suas próprias conclusões.

Notícias do Bardo.

A enxurrada de lançamentos realmente assustou. A crise no mercado RPGísta está tão forte e massacrante que mais de sete títulos diferentes são lançados e pré-lançados com aceitação colossal e procura desenfreada. Talvez o ano mais movimentado que o RPG já teve. 3D&T, Vampiros, GURPS (#atéqueenfim), Violentina, The Shotgun Diaries, sucessos anunciados por suas editoras. Vai ter um dia em que falaremos para nossos filhos e fihas “– É meu filho, o RPG teve sua época de ouro…” e quando falarmos isso estaremos nos referindo a esse ano, 2011.

Encontros Aleatórios

As dúvidas estão fracas, o que é bom, pois significa que as pessoas estão mais empenhadas em ler os livros e re-ler os livros. Porém as “Falhas Críticas” andam meio falidas. Pessoal, é só mandar um email para a DS e divulgar as pérolas lendárias de sua mesa. E pessoal da Jambô, peguem algumas falhas lá do fórum de vocês, tem cada uma de matar um dragão de tanto rir. Detalhe: Adorei a volta do Anti-Paladino, agora o Palada toma jeito.

Reviews

Se tem uma coisa que o Caldela sabe fazer é escrever, e escrever bem. Isso se aplica a reviews também. Todo review desta edição (e de outras) se tornaram interessantes pelo o modo como o Caldela os expôs. Então vamos a eles…

– Sangue em Ferelden: Dragon Age nunca se tornou tão atrativo. O review deste livro me fez pensar em conhecer o cenário (além dos jogos eletrônicos), por seus nomes interessantes e remetentes ao antigo e saudoso D&D, por seus conceitos medievais firmes (anões nos subterrâneos, elfos nas florestas e blá blá blá…) e por sua grande influencia exercida pela a parte eletrônica da franquia. Vale apena comprar e se divertir com este novo módulo de nota “5”.

– Fiasco: Nunca foi tão bom se dar mal. O review de Fiasco ficou muito legal, e apresentou de uma maneira fácil e descontraída o sistema do jogo. A crítica sobre as “rédeas” do jogo também foi certeira e bem comedida, digna de um gentleman como o Leonel. Para quem leu o review, eu recomendo: Joguem. É o nota “6” do livro.

3:16 – Carnificina entre as estrelas: Se teve um jogo que me deu vontade incontestável de jogar foi 3:16. Adoro converter não-RPGistas para RPGistas e 3:16 se mostrou uma nova opção para mim (calma 3D&T, não vou abandoná-lo). A praticidade e a diversão em “matar alienígenas” antes que eles nos matem pode parecer muito atraente para alguns, e muito mais atraente para outros. Medalhas, recompensas, graduações, dinheiro, patentes, armas, domínio. O que mais esperar de um jogo futurista ? Tirando os erros de tradução e concordância, nada. Nota “5” e troféu joinha.

– As Cavernas da Bruxa da Neve: O mestre Ian Livingstone sempre me cativa com seus livros jogos. E segundo o caro Leonel vai continuar me cativando. Claro, já vamos sabendo que iremos enfrentar masmorras congeladas, monstros malditos e outras coisas a mais no caminho. Porém o que me intrigou foi a exclamação feita por Leonel sobre o final, será que desta vez terminaremos a aventura sem que o reino dê uma festa em nossa homenagem ? Talvez sem um membro do corpo, ou com a alma aprisionada ? Bem, para um livro nota “5” vale apena comprar e descobrir.

– Ledd Vol. 1: Enfim chegamos no meu review preferido, Ledd. A promessa de uma nova HQ no mundo de Arton deu certo. Ledd é um grande sucesso dentro e fora do meio RPGístico. O seu primeiro volume impresso mostra o empenho de duas grandes figuras, J.M. Trevisan e Lobo Borges. O quadrinho conta a história de Ledd, um jovem sem memórias preso na maior e mais segura prisão de Arton, a Fortaleza Hardof. Lá ele conhece o Ripp, um mago gordo e careca que faz magias a partir de pelos (que ironia, não ?). Juntos eles conseguem fugir da prisão e são perseguidos pelo o maligno e poderoso Coronel Barba Branca, que aparenta ser uma espécie de Licantropo (que segunda as lendas é a cara do gato do Trevisa…), e como se não bastasse, outros amigos entram na trama e cativam nossos corações como o grande Horlogh que tem suas falas eternizadas como: “-HORLOOOOOOOOGH !”. Vale apena ler essa nova série e o melhor, você pode lê-la de graça no site http://www.leddhq.com.br ! Passa lá, vai !

Sir Holland

Quando acho que ele tomará coragem e se tornará um guerreiro épico, ele consegue frustrar minhas expectativas. Bem, talvez na próxima.

Toolbox

Horror. Leonel Caldela volta nos encantar com seus dotes literários. O terror parece estar na moda nesta temporada de RPG. Temos jogos de zumbis brotando como capim, Cthulhus chamando os outros lá e cá, e ainda Vampiros retornando das cinzas ou tornando-se cinzas em um louco réquiem. É evidencial, o terror está na moda. Mas como podemos criar climas de terror “verdadeiro” em nossas mesas ? Como assustar os nossos jogadores em sessões de jogos aos sábado à noite ? Como fazer aquela cena de terror se tornar um horror verdadeiro ?

Caldela explora vários detalhes e sugere várias dicas para melhor utilizar essa emoção. Gostei da maneira como a técnica de “tacar medo” foi explicitada e da maneira que ele mostrou os empasses de utilizar tal tema em suas mesas.

Horror

Ainda não está com medo ? Calma, o tio Caldela te ajuda...

Mestre da Masmorra

E como sempre a dupla dinâmica mostra que sabe trabalhar em equipe. Gustavo Brauner chega atacando nossas mentes com um artigo super interessante sobre como envolver os seus jogadores aos sentimentos dentro do jogo, na série “Criando Clima”. Fica evidente que esta matéria veio casar com a matéria sobre “Horror” do Caldela, e serve perfeitamente para auxilia-la. Afinal, como sentir o terror em uma seção se você não consegue sentir vínculos com os PNJs ou até com os PJs que jogam com você ? Fica na mão do mestre construir climas psicológicos e ganchos emocionais para motivar e exercitar os personagens a ter uma nova experiência com sentimentos in game. Novamente parabenizo o Brauner, suas matérias sempre me inspiram.

Ledd – Matéria

Não vou me aprofundar muito nesta parte pois já falei o suficiente no review, porém fica meus parabéns a equipe que escreveu a matéria e que fez a entrevista com o J.M. Trevisan. As imagens coloridas e o nova criatura (Carrasco) ficaram perfeitas, parabéns.

Deus Máquina – Matéria

Em toda a história da minha vida somente três cenários me cativaram totalmente: Tormenta, Spira (Final Fantasy X e X-II) e Warcraft (toda a franquia). São cenários férteis e de temáticas maravilhosas. Porém, depois de O Caçador de Apóstolos e Deus Máquina, eu já não sei em que posição os cenários se encontram. A complexidade do cenário criado por Leonel Caldela me cativou de uma maneira sem igual. Rainhas mágicas, reinos em guerra, opressão religiosa, medieval e tecnologia. Depois dessa tenho que dizer… “Pow, Bill Gates, inventa alguma coisa, cara…”

Deus Máquina, continuação e conclusão d’O Caçador de Apóstolos, conta a história de um mundo movido por opressão. A igreja monopolizou tudo o que é conhecido e impera de maneira opressiva sobre todos os seres vivos, dizendo ser a vontade de Urag, o Deus. Por outro lado, rebeldes lutam pela a liberdade e descobrem segredos antes ocultos pela a igreja para manter seu domínio sobre o povo. Magia oculta, fé falsa, cavaleiros e bombardeios, sangue e furor. Nunca tive tanto medo da igreja.

De presente, nesta edição vem novas classes, novos objetos, novas raças e a ficha dos personagens mais marcantes da série para Tormenta RPG.

Mais uma vez, Caldela, meus parabéns. E essa matéria só poderia ser uma parceria do Leonel com o Guilherme Dei Svaldi (a outra dupla dinâmica). Vale a pena ler “Deus Máquina”.

Fairy Tail – Adaptação

Se você gosta de Fairy Tail, vai gostar desta adaptação para 3D&T Alpha. Até mesmo quem não conhece o anime/mangá irá se maravilhar (seja pela a história ou pela as imagens…), e com certeza sentirá vontade de jogar uma partidinha. Não faz muito o meu tipo, porém para quem gosta de aventura, gatas semi-nuas, magias e muuuito fogo, Fairy Tail é a melhor pedida.

Gazeta do Reinado

Já disse que essa é a minha parte favorita da revista ? Vamos listar os novos acontecimentos (porém sem dar detalhes…)

Visita Inocente ou Ameaça Disfarçada ? Uma comitiva diplomática da Liga Independente foi recebida pela corte real de Tyrondir.

Calvário do Pregador ! Barbaruss, o herege, é libertado por aventureiros e foge em direção à União Púrpura.

Ameaça à Rainha-Imperatriz ! Rainha-Imperatriz Shivara Sharpblade recebe uma ameaça de morte num bilhete em seu quarto.

Tamu-ra Vive ! A ilha do Império de Jade volta a ser explorada e preparada para a recolonização. Recompensas à vista.

Cinzas em Khubar ! Vulcão Traklinn Klee desperta pela primeira vez e pode destruir toda a ilha de Khubar.

Paraíso Endiabrado ! Vilarejo em Sambúrdia enriquece repentinamente após a chegada de novo prefeito. Vilarejos próximos estão contratando aventureiros para investigar.

Notícias do Corvo ! Raveen Blackmoon volta a aparecer nas tavernas de Valkaria. Uma nova aventura se inicia ?

Sangue em Ferelden – Matéria

Nesta seção, três sementes de aventuras no mundo de Thedas são lançadas em seu solo fértil chamado “mente”. Basta rega-las com criatividade e colocar uma boa dose de empenho e tão logo elas florescerão em sua mesa de jogo. Segue a lista de “sementes” disponíveis nesta edição.

– O Sono Tranquilo dos Inocentes.

– É Tudo Roubo.

– A Peregrinação da Irmã Pedra.

Fundo do Baú

Ah Tagmar ! Veterano da tal “Era de Ouro” do RPG, que aconteceu segundo eles no início da década de 90. Tagmar pode bater no peito e dizer que foi o primeiro RPG desenvolvido inteiramente no Brasil. Rejeitado em alguns momentos por dizerem ser uma “cópia” AD&D, porém muito simples e divertido no que diz respeito a liberdade de criação.

Não tenho do que reclamar sobre o Tagmar. E a crítica feita pelo o Gustavo foi bem legal, apresentando as falhas e os acertos da editora de uma maneira suave. Eu aconselho ao novatos que busquem os módulos do Tagmar e joguem. Ficará muito mais fácil entender os outros cenários e suas temáticas fantásticas.

Considerações Finais

A melhor Dragon Slayer ? Sim, com certeza. A matéria sobre Deus Máquina fez minha mente explodir em inspiração. E é nesse tom de maravilhamento que eu me despeço e recomendo: COMPREM ESSA EDIÇÃO ! Vocês não vão se arrepender !

Poder a Todos !

Autor: Pedro “Kally” Maia

Revisão: Lorde Dornelles

[Resenha] Dragon Slayer #34

Dragon Slayer #34

Sir Orion Drake, Crânio Negro e O Dragão da Tormenta...

 

Resenha, oi ?

Pessoal, hoje o Blog Tormenta da Vez vai receber a sua primeira resenha, e nada melhor do que começarmos com a digníssima Dragon Slayer #34. Primeiramente, quero parabenizar aos editores da DS pelo o maravilhoso trabalho que vêm fazendo ao RPG nacional. Estamos ganhando uma identidade NOSSA no que diz respeito a interpretação. Espero que muitos outros apareçam pelo o Brasil, motivados a enriquecer o nosso tão amado jogo de interpretação. Poder à todos !

Vamos começar pelas “Notícias do Bardo”. A apresentação das duas diretrizes de interpretação (narrativista e simulacionista) foi feita de uma maneira clara e concisa, sem muita dificuldade para entender. Quanto as novidades, melhores impossíveis. Livros, PDFs, RPG em cartas e um evento de RPG.

Os “Encontros Aleatórios” foram bem simples, e sem muitas dúvidas cruéis. E as “Falhas Críticas” não foram tão engraçadas, somente a ultima do Jack Galahad.

Os “Reviews” estavam maravilhosos, tratando os livros “A Floresta da Destruição” (do mestre dos livros-jogos, Ian Livingstone), o narrativista “Busca Final” (da Sécular Games) e o maravilhoso “Crônicas da Tormenta” (lançado pela a nossa querida Jambô Editora). Mais uma vez, parabéns ao Brauner pelo os ótimos reviews.

   Sir Holland, desta vez, me fez rir no táxi pela manhã (sim, li enquanto ia para o trabalho). Nunca vi uma história em quadrinhos se parecer tanto com a realidade do nosso país (da parte dos ricos e poderosos, claro).

Sobre a matéria do Leonel na “Toolbox”… Perfeita. Um pequeno guia de como elaborar seu personagem, sem torná-lo insuportável. Adorei a analise dele sobre o depois do “que” nas descrições dos personagens. Acredite, isso mudará a forma de criação de personagens avulsos, tornando-os interessantes mesmo que sejam descartáveis.

Voltamos ao Brauner em “Mestre da Masmorra”, e devo dizer que ele estava de mãos dadas com o Leonel quando escreveu a matéria. Na Toolbox aprendemos a criar um personagem de uma maneira fácil e interessante, e na Mestre das Masmorras aprendemos a fazer descrições de cenas e interpretações de várias maneiras, possibilitando uma maior proximidade entre os personagens, seus jogadores e os mestres.

Caldela retorna na seção de 3D&T com uma pequena adaptação de Final Fantasy XIII. Ele não adaptou o cenário e nem a história do jogo, e sim uma das funcionalidades mais atrativa do mesmo: O Sistema de Combate, também conhecido como “Paradigma”. Na matéria ele explora as técnicas de combate utilizadas no jogo e lança uma nova maneira de combate que pode ser utilizada em uma mesa de 3D&T. Uma maneira versátil, funcional, inovadora e desafiadora de jogar. Sinceramente, eu recomendo e vou utilizar. O modo como a matéria foi abordada deixou-me confortável e não embolou meus pensamentos. Algumas novas vantagens e desvantagens foram adicionadas e ainda conhecemos o sistema “Chain Gauge” que se assemelha à desvantagem “Fúria”.

   “Tormenta RPG”

Orion, Ingram, Trebane e Ashlen. Suas fichas, suas histórias, suas classes e novos talentos. Senti-me nas nuvens ao ler a introdução da matéria. [Spoiler] “Por Arton” retrata uma cena do livro “O Crânio e o Corvo” em que sir Orion Drake tenta defender o forte Arantar junto com Trabane, Ingram e soldados inexperientes. Uma batalha simples, em vista as outras, porém tão emocionante quanto. Quanto aos personagens, suas fichas e história foram expostas e juntamente a elas vieram novos itens e talentos, como o “Ataque com Escudo” e a “Ruína da Civilização”. Devo salientar que Leonel e Guilherme juntos, nas mesmas matérias, sempre resulta bons artigos.

Na “Chefe de Fase” foram expostas as histórias e fichas de personagens marcantes dos Vingadores. Capitão Amércia, Hulk, Homem de Ferro, Thor, Nick Fury e a Viúva Negra, além dos Gigante/Homem-Formiga, Vespa e o famoso Agente Coulson.

   “Deus Máquina” é a próxima grande obra de Leonel Caldela, que virá como continuação do maravilhoso “O Caçador de Apóstolos”. O preview está maravilhoso e com uma linguagem que remete qualquer um há uma época antiga e cortês. A equipe TdV recomenda à todos que leiam “O Caçador de Apóstolos” e futuramente o “Deus Máquina”.

   “Gazeta do Reinado”.

Brauner, Brauner, Brauner… A cada DS, milhões de ganchos para agarrar e jogar. Uma estratégia maravilhosa para mestres sem muito inspiração. Temos agora [SPOILER] o retorno de Kelandra, Moreaus presos em Namalkah (essa eu vou narrar ! Tenho uma certa queda por Moreania), Anões servos de Tenebra e algumas informações sobre a Reunião Élfica, além de uma investigação sobre um casamento real em Collen.

   “Fundo do Baú” trouxe uma matéria sobre “Tank Girl”. Uma antiga HQ que virou filme e depois RPG. Não conheci Tank Girl, porém a história parece ser bem interessante. Vale a pena procurar por algum livro ou HQ da série e se deliciar com as aventuras da Menina-Tank.

E por fim, o final inesperado de “General Invencível”. Não sou muito fã desta série, porém me surpreendi com o fim. Os diálogos são pobres e confusos em certos momentos. Não me agradou muito, porém o contexto-base da história é bem interessante.

Me senti muito feliz fazendo a resenha da revista. Talvez não seja “A RESENHA”, porém foi feita de coração. Muitas coisas na revista me agradaram bastante, e ver os meus escritores favoritos lançando e se preocupando cada vez mais com o RPG nacional me deixa muito alegre. A resenha não foi tão explicita por causa da data de lançamento que ainda é recente. Não quis entrar em muitos detalhes para vocês curtirem as surpresas quando comprarem. Mas creio que a minha opinião ficou totalmente clara quanto as matérias, e isso por enquanto é o suficiente. Agora, se você deseja um pouco mais de spoilers e divulgação de artigos, entre no Fórum Tormenta da Vez e acompanhe as postagens. Essa semana, teremos “Paradigmas” no sub-fórum “Outras Contribuições”.

Até a próxima resenha e “Poder à Todos !”

Dragon Slayer #34 à Vista !

Isso mesmo ! A espera está quase no fim e neste mês sairá a tão esperada Dragon Slayer #34. E como era de se esperar – e para louvor dos fãs – o conteúdo de Tormenta se fará presente nas páginas da revista. O preço é o mesmo (R$ 14,90) e a qualidade também.

A Tormenta Avança

Desta vez, não podemos fingir. Estamos muito orgulhosos de Arton, o mundo de Tormenta. E muito orgulhosos de vocês. Por quê? Ora, além do sucesso de
Tormenta RPG e do carinho dos leitores, estamos vivendo uma época de movimentação no RPG nacional como há muito não se via. Talvez como nunca antes!

Quando você estiver lendo isto, teremos acabado de passar pela temporada dos eventos de RPG. Em Curitiba, Fortaleza, São Paulo e outros lugares, os RPGistas se reuniram com convidados de todo o Brasil e do exterior, jogando, conhecendo-se, trocando ideias e histórias. O RPG é um passatempo bem
isolacionista. Há divisões entre adeptos de um ou outro sistema, um ou outro cenário… Os eventos nos reúnem, mostram que no fundo somos todos fãs do mesmo jogo, com muito mais semelhanças do que diferenças. Todos conhecemos a alegria de derrotar o lorde maligno de trocentésimo nível quando só nos restava 1 ponto de vida, todos já jogamos um dado pela janela após a quinta falha crítica seguida. Editoras como a Jambô, Secular, Red Box e Retropunk apoiam-se mutuamente — em nome do RPG. Iniciativas mais tradicionais ou independentes, para o grande público ou voltadas a um nicho. É motivo de sobra para se orgulhar! De Tormenta e do RPG como um todo.

Esta edição da DragonSlayer traz material para os principais sistemas do Brasil, para não deixar nenhum companheiro RPGista de fora! Temos um preview especial do Guia da Trilogia, com novas classes de prestígio e as fichas de sir Orion Drake, Ingram Brassbones e Trebane; os Vingadores para Mutantes & Malfeitores e 3D&T; o sistema de combate de Final Fantasy XIII para 3D&T; a conclusão da HQ General Invencível, e as colunas e seções de sempre.

Nestas páginas e na internet, estamos todos do mesmo lado. Afinal, os heróis até podem lutar sempre que se encontram num cross-over, mas logo se unem para enfrentar o vilão!

Equipe Dragonslayer (soterrada de eventos e lançamentos)

Dragon Slayer #34 capa

Com uma capa dessas...

Conteúdo desta edição:

* Notícias do Bardo
Escolha seu estilo.

* Encontros Aleatórios
Ajude um Palada abandonado.

* Reviews
Floresta da Destruição, Busca Final, Crônicas da Tormenta.

* Sir Holland
Pobre cavaleiro negro!

* Toolbox
Está vivo! Está vivo!

* Mestre da Masmorra
Chamem o deparamento de efeitos especiais!

* Paradigmas
Desculpe, mas não conseguimos deixar o Hope menos irritante.

* Guia da Trilogia
Queria a ficha do Orion? Então toma!

* Vingadores
Um supersoldado, um deus e um caolho.

* Deus Máquina
Preview da continuação de O caçador de apóstolos!

* Gazeta do Reinado
Ei, eu não fui convidado para este casamento!

* Fundo do Baú
Certo, este eu duvido que você conheça.

* General Invencível
Aposto que ele tem Carisma 18!

Nota do Autor: Estou muito ansioso para ver esta edição. Confesso que o material de Tormenta é o meu foco, porém a matéria sobre FFXIII deve estar MARAVILHOSA.